10 lugares cinematográficos para incluir no seu roteiro em Londres


Assim como Paris, Londres é uma cidade merecidamente bem explorada em inúmeros filmes e séries. Até por isso, andar pelas ruas da cidade pela primeira vez é reconhecer cartões-postais que você cansou de admirar mesmo sem ter pisado lá ainda: não vou esquecer nunca do susto que levei ao sair do metrô e dar de cara com o Big Ben, assim pertinho!

Foi minha primeira parada no Velho Continente na vida e eu mal consigo descrever para vocês a sensação: tinha muita coisa legal ainda pelo restante da viagem, mas me senti tão em casa que não queria ir embora. Tive a impressão de que dá para conhecer uma Londres diferente a cada dia, sem se repetir! É um lugar inesgotável e com uma energia única.

A lista abaixo é um compilado de alguns cenários que visitei enquanto estive por lá, no longínquo ano de 2012 – alguns pontos turísticos já entrariam no roteiro de qualquer forma; outros foram adicionados ao itinerário porque já naquela época gostava de ir atrás de locações. Diversão garantida!

Um Lugar Chamado Notting Hill

A famosa livraria em que Anna Scott (Julia Roberts) conhece William Thacker (Hugh Grant) é um excelente motivo para você conhecer o bairro, mas não o único. As casinhas coloridas, as lojinhas simpáticas e a feira que acontece nos fins de semana tornam o passeio pelas redondezas bem agradável. A The Travel Book Co. é fictícia, mas a locação fica no número 142 da Portobello Road. Lá você não vai encontrar livros: na época da minha visita e até onde pude confirmar, funciona ali uma loja de sapatos chamada… Notting Hill. Ali perto, no 13-15 Blenheim Crescent, fica a The Travel Bookshop (hoje fechada), outro lugar importante, com direito a plaquinha para orientar os fãs: a livraria que existiu ali em 1981 serviu de inspiração para o estabelecimento de Will na ficção.

O Diário de Bridget Jones

Não que eu quisesse provar nenhuma sopa azul, mas adoraria jantar com Bridget (Renée Zellweger) e seus amigos numa visita a Londres. Só cheguei até a porta, mas me dei por satisfeita: o apartamento dela fica acima do pub The Globe Tavern (8 Bedale Street). Fica bem perto do Borough Market, um mercado bem simpático e cheio de opções para umas comprinhas gastronômicas, na margem sul do Tâmisa, e próximo da célebre London Bridge, que já deve estar no seu roteiro. Vale a pena dar uma esticadinha! Ah, para os fãs de Bridget, uma dica extra já contada aqui no blog: o segundo filme também tem cenas rodadas nos Kensington Gardens.

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Este endereço já é velho conhecido para quem não é trouxa (hehe), mas, por ser um clássico, não poderia ficar fora desta lista. Sim, estamos falando da estação King’s Cross, onde infelizmente não dá para pegar o trem para Hogwarts, mas dá para voltar a ser criança na suposta plataforma 9 3/4! E, já que você está em Londres, que tal completar sua experiência bruxa num tour nos estúdios da Warner Bros., onde foram filmadas várias sequências dos filmes?

Doctor Who

No episódio 2 da terceira temporada, The Shakespeare Code, o Doutor (David Tennant) leva Martha (Freema Agyeman) para a London de 1599: na história, uma nova peça do dramaturgo está sendo usada por três bruxas num plano maligno. Então eles visitam um lugar muito especial, o Shakespeare Globe. E o teatro, digamos, é quase uma Tardis em si: apesar de se tratar de uma réplica do original, permite que a gente viaje um pouco no tempo e conheça um pouco da cultura da época. Quando estive por lá, fiz uma visita guiada, que é bem interessante, mas se conseguir, tente ver uma peça por lá! Uma curiosidade: o Globe que “aparece” em Shakespeare Apaixonado é cenográfico. E se você é um whovian de férias pela Europa, não custa lembrar que já fizemos um roteiro adaptado da série em Trogir, na Croácia.

Sherlock

O endereço é clássico: 221 Baker Street. Mas o apartamento de Sherlock Holmes (Benedict Cumberbatch) e John Watson (Martin Freeman) não fica exaaaaatamente lá. Explico: a fachada que aparece na série fica no 187 North Gower Street, onde funciona o Speedy’s Café. Mas visitar o endereço original é parada obrigatória para os fãs do detetive, já que lá funciona o The Sherlock Holmes Museum, que reconstrói um espaço cheio de objetos característicos e tem uma lojinha que é uma graça! Vale a parada lá.

Um Grande Garoto

O Regent’s Park foi uma total surpresa no meu passeio por Londres. Já contei aqui que adoro explorar parques nas minhas viagens (adoro almoçar com vista!) e aproveitei que estava na região para caminhar um pouco por lá. Se você visitou a locação citada aqui em cima vai estar bem perto: ele é uma ótima opção para quem foi fazer uma visitinha a Sherlock na Baker Street ou quem resolveu se divertir no Madame Tussauds. Na época, eu não tinha associado o Regent’s à cena clássica do filme, em que Marcus (Nicholas Hoult) mata um pato com um enorme pedaço de pão (risos). O tal lago fica na área do Queen Mary’s Gardens, que não cheguei a explorar, e ainda assim passei uma horinha agradável num dia ensolarado ali. Recomendo!

Match Point

Além de uma ótima história, o filme de Woody Allen nos dá de presente várias locações de Londres – não dá para ser mais perfeito! Não vou dar spoiler aqui (não viu ainda? veja!), mas só digo que a Blackfriars Bridge aparece num momento bem importante da história. Ela é caminho para quem segue para o Tate Modern, para quem vai visitar o Shakespeare Globe ou o The Globe Tavern, da nossa listinha, ou para quem não se cansa de admirar a cidade de todos os ângulos. Na cena protagonizada por Jonathan Rhys Meyers, a ponte ainda mostrava um grafite de Banksy, a famosa garota com o balão vermelho. Para minha decepção, quando estive por ali, ela já não estava…

Spectre

Essa locação deve ser uma das mais visitadas da cidade, já que fica grudada num dos principais pontos turísticos londrinos, o Palácio de Westminster. E já que você está por ali, por que não se sentir num filme, não é mesmo? Pois a Westminster Bridge já foi palco de cenas de muita ação no filme de James Bond (Daniel Craig), e informamos que nenhum ônibus de dois andares foi danificado durante as filmagens. Ali talvez seja o lugar onde Londres tem mais cara de Londres, com a London Eye e o Big Ben de testemunhas.

O Homem que Sabia Demais

Uma sequência tensa do filme de Alfred Hitchcock foi filmada no interior do Royal Albert Hall, um prédio lindo de morrer que infelizmente só conheci por fora. Para visitar essa belezinha, é possível fazer um tour guiado ou ficar de olho na programação da casa.

Uma Noite no Museu 3

O ótimo British Museum foi estrela nessa comédia com Ben Stiller, e o site do museu tem até uma seção dedicada a curiosidades relacionadas às filmagens por lá (pátio externo, Weston Great Hall, Great Court e a Parthenon Gallery). Não bastasse seu acervo incrível (já disse que adoro museus?) e entrada gratuita, ele ainda oferece tour também de graça para quem quiser se aprofundar um pouco mais sobre as galerias, distribuídas por origem: África, América, Egito Antigo, Grécia e Roma Antiga, Ásia, Europa e Oriente Médio. Há também exibições temporárias, geralmente pagas. Para se sentir no filme e passar uma noite no museu, vale ir às sextas, quando o horário de funcionamento se estende até as 20h30.

Claro que essa seleção nem sonha dar conta de tudo que Londres já mostrou nas telas. Esperamos, inclusive, que a lista seja constantemente atualizada com novas visitas! No fundo, é só uma desculpa a mais para você se deixar levar por essa cidade incrível.

Leia também: 8 lugares cinematográficos que você pode visitar em Paris

Leia também


About Giselle de Almeida

Carioca, jornalista, estudante de cinema, gauche na vida. Pareço legal, mas tento convencer os amigos a verem minhas séries favoritas