10 lugares fictícios de séries que gostaríamos de visitar


A proposta do Roteiro Adaptado é visitar os lugares que aprendemos a amar nos nossos filmes e séries favoritos, vocês sabem. Mas e se aquela cidadezinha adorável só existe na ficção? Na carona da estreia de Gilmore Girls: Um Ano para Recordar, listamos 10 locais que estariam no topo da nossa lista nas próximas viagens se estivessem num mapa de verdade.

Gilmore Girls

Stars Hollow, Gilmore Girls

Já estamos sentindo o cheirinho do café do Luke’s! Atire a primeira pedra quem nunca quis participar de uma reunião com os moradores da cidade, frequentar os insanos festivais criados pelo Taylor, provar a comida da Sookie na Dragonfly Inn ou comprar uma antiguidade na loja da senhora Kim? A quantidade de personagens excêntricos e queridos por metro quadrado dessa cidadezinha de Connecticut deve bater algum recorde.

Infelizmente não dá para pedir quilos de comida e ver uns filmes com Lorelai e Rory, mas dá para conhecer Washington Depot, o lugar que inspirou Amy Sherman-Palladino a criar essa série que tanto amamos. Se encontrarmos um Kirk ou um Michel por lá já valeu a viagem!

smallville

Smallville

Se dar de cara com o Superman nos corredores da escola não é motivo suficiente para você querer passar uma temporada por lá, eu não sei o que mais pode te convencer. A gente ia ter que aguentar a mala da Lana, claro, mas pra compensar tinha a gente finíssima Chloe e o sempre intrigante Lex Luthor.

Até que eu ia curtir passar uns dias tranquilos na fazenda dos Kent, andando a cavalo, ordenhando vacas, testando umas receitas com a Martha, escondendo uma nave espacial no celeiro… Uma rotina normal pra gente. Quando ficasse muito entediante (leia-se, quando se esgotassem os vilões criados a partir de uma tal chuva de meteoros), bastaria dar um pulo em Metrópolis. Mas nem adianta procurar o rancho no Kansas, já que as filmagens rolavam mesmo em Vancouver, no Canadá.

gotham

Gotham City, Gotham

O fato de Batman ser um dos meus heróis favoritos justamente por ser de carne, osso e alma atormentada já justifica a escolha, mas há algo nessa cidade que sempre me fascinou. A ideia de um lugar com uma corrupção endêmica e uma violência sem freios sempre me pareceu mais assustadora que vilões caricatos (no bom sentido) como o Coringa ou o Charada.

Há caos em Gotham, e o Homem-Morcego é um dos últimos pilares de sustentação desse lugar, é a esperança de que o mal ainda não venceu. Já que estamos falando da série, cuja atmosfera lembra um bom filme de gângster, adoraria bater um papo com a Fish Mooney, o Cobblepot e o E. Nygma ou, vá lá, tomar um chazinho com o Alfred, a Selina e o Bruce. O que é possível mesmo é visitar alguns sets em Nova York.

lost

Ilha de Lost

Não me entenda mal, tenho pânico de pensar em ficar num local isolado do resto do mundo e dispenso, claro, a parte do acidente de avião. Mas pensa comigo: aquele lugar com monstro de fumaça, urso polar, escotilha e vários outros mistérios é praticamente um parque de diversões para quem gosta de um enigma. Já mencionei a parte da cura de doenças e de viagens no tempo? Eu disse viagens no tempo, amigos!

Além disso, tem praia, tem floresta, tem caverna, tem Sawyer, digo, muitas belezas naturais. Na vida real, é possível sentir um gostinho de estar lá visitando a ilha de Oahu, no Havaí, onde a série foi filmada. Quem já colocamos esse destino na lista?

twin-peaks

Twin Peaks

Eu sei, já disse aqui e repito que viajar sozinha pode ser uma experiência e tanto. Mas acho que essa cidade eu só encararia com companhia. Não só pelo fato de lá ter ocorrido um misterioso assassinato (pobre Laura Palmer), mas porque os moradores dessa cidadezinha colocam bem mais medo. Excêntricos é uma palavra branda para descrevê-los.

No entanto, como fã de uma boa investigação que sou, arriscaria acompanhar o agente Dale Cooper em busca de respostas. Para entrar no clima, é possível conhecer as locações da série em Snoqualmie, Fall City e North Bend, no estado de Washington, além de alguns locais na Califórnia. Mas voltar à Twin Peaks “de verdade” só ano que vem, com o revival promovido pelo diretor David Lynch.

dawsons-creek

Capeside, Dawson’s Creek

Sonho de dez entre dez adolescentes do fim dos anos 90: trocar uma ideia com os protagonistas, de preferência num fim de tarde no píer, à beira do rio, ou nos intervalos das aulas no Capeside High School. Mas o programa poderia ser também uma visita à locadora (que saudade) onde Dawson e Pacey trabalhavam ou no restaurante onde a Joey ganhava uns trocados…

Que delícia de cidade pequena – que na ficção fica no estado de Massachussets, perto de Boston. As filmagens, no entanto, aconteciam em sua maioria em Wilmington, Southport e Wrightsville Beach, na Carolina do Norte.

bates-motel

White Pine Bay, Bates Motel

Quer motivo maior para pegar a estrada do que conhecer um serial killer famoso em formação? Chance única na vida! O primeiro programa obrigatório é a própria hospedagem, no motel do título, de preferência no quarto número 1, onde Marion Crane (que será interpretada por Rihanna na série) encontra seu algoz.

Apesar dos personagens barra-pesada, a cidadezinha fictícia do Oregon tem um clima bucólico perfeito para relaxar num fim de semana. Mas na hora de ligar o GPS, o endereço “oficial” fica em Aldergrove, no Canadá. Outras filmagens também acontecem em cidades próximas, na província de British Columbia, e nos estúdios em Los Angeles.

stranger-things

Hawkins, Stranger Things

Se a descrição de algum lugar lembra o chavão “uma pacata cidade do interior” é batata: é ali que a ação acontece. A regra se confirma em Hawkins (supostamente localizada no estado de Indiana), com criança desaparecida misteriosamente, experimentos secretos do governo e um Demogorgon à solta! Não bastasse isso, ir para lá significa também voltar à infância com todas as referências à melhor década de todas, os anos 80.

Mas nem precisava de tanto esforço: o verdadeiro motivo para a cidade estar nesta lista está na foto aí em cima – esse elenco que é tão maravilhoso que deveria ser guardado num potinho. Para se sentir na série, o destino é a cidade de Atlanta, na Georgia.

pushing-daisies

Coeur d’Coeurs e Papen County, Pushing Daisies

O que a cidade onde Ned nasceu e descobriu seu dom (e seu carma) tem de mágica também tem de trágica: foi ainda na infância que o futuro confeiteiro entendeu que poderia, com um toque, trazer mortos à vida e provocar, na sequência, uma tragédia. Ainda assim, é difícil negar que Coeur d’Coeurs, assim como o condado em que vive seu amor impossível por Chuck são um deleite para os olhos.

Além do ambiente retrô, colorido e original, Papen County ainda tem outros atrativos: personagens carismáticos como o detetive Emerson Cod e Olive e, claro, as tortas do The Pie Hole. Na vida real, vai ser mais difícil cruzar com esses cenários idílicos, já que a série usava muito estúdio e umas poucas locações na Califórnia.

game-of-thrones-batalha-bastardos

Westeros, Game of Thrones

Ok, seriam necessárias muitas milhas para dar conta de toda a extensão do universo concebido por George R.R. Martin e que ganhou cenários deslumbrantes da HBO. Mas quem disse que a gente tem pressa? Imagine sentir a adrenalina (e o frio) além da muralha, visitar os Stark (quem sobrar deles) em Winterfell, passar um verão em Dorne ou até fazer um cruzeiro pelo Mar Estreito até Essos?

Já que não temos dragões para sobrevoar tudo isso, nos contentamos em conhecer os sets da série pelo mundo. Nossa primeira parada foi na Croácia, onde Split, Klis e Dubrovnik servem de locação para Porto Real, Meeren e Qarth, mas ainda reservamos espaço no passaporte para carimbos na Espanha, na Irlanda do Norte, em Malta, na Islândia e no Marrocos.

E você, que lugares fictícios gostaria de visitar?

Leia também


About Giselle de Almeida

Carioca, jornalista, estudante de cinema, gauche na vida. Pareço legal, mas tento convencer os amigos a verem minhas séries favoritas