5 cidades assombradas do cinema para visitar na vida real


Dia das Bruxas está aí, e você não conseguiu fazer aquele roteiro assombrado de arrepiar a espinha este ano? Pois é, nós também não. Para evitar este problema no Halloween de 2018 decidimos começar a nos preparar desde já e montar nosso próximo tour de Roteiros Adaptados de terror. O tema? Cidades assombradas do cinema, devidamente identificadas com suas obras para você fazer aquela maratona cinéfila de preparação. Quem tem coragem?

Salem

Começando por um clássico: Salem, no Estado americano de Massachusetts, foi um importante porto comercial estadunidense, mas você provavelmente nuca ouviu falar nisso, afinal toda a fama da cidade está relacionada as suas bruxas. Já sobre a caça às bruxas que aconteceu na cidade no século XVII, você já deve conhecer de filmes, séries, livros e peças. Sozinho o episódio verídico de histeria coletiva que condenou dezenas de pessoas já seria o suficiente para gerar o interesse dos visitantes, mas as inúmeras obras sobre o tornam o ponto de partida perfeito para nossa listinha. A cidade, de fato, deve ao turismo bruxólico (sim essa palavra existe!) boa parte de sua renda.

Winona Ryder contra uma cidade inteira em Salem

Os residentes capricharam com inúmeras atrações relacionadas não apenas ao caso, mas com bruxas em geral. Tem até uma estátua de Elizabeth Montgomery, A Feiticeira da série de TV! Aqui no Roteiro Adaptado as referências ficam por conta do filme As Bruxas de Salem (The Crucible, 1995) com Winona Ryder, Daniel Day-Lewis; E das séries de TV, Salem (2014), que acompanha os julgamentos das mulheres acusadas de bruxaria e American Horror Story: Coven (2013-2014), que tem descendentes dos fugitivos do julgamento entre seus personagens. Tem opções para todos os gostos!

Amityville

A vila da amizade, Amityville também existe de verdade, é uma vila localizada na cidade de Babylon, no condado de Suffolk, Nova Iorque. Mas o grande horror na cidadezinha aconteceu em apenas uma casa. Foi nela que Ronald DeFeo Jr., de 24 anos alegou que vozes misteriosas o obrigaram a matar toda a seus pais e irmãos em 1974. A família que comprou a casa no ano seguinte também alegou presenciar coisas estranhas. Verdade ou não, é o suficiente para atiçar a imaginação por décadas. A propriedade é particular, mas não faltam fãs procurando o endereço para fazer aquela foto em frente à residência macabra –  é sério procura no YouTube! – que é muito parecida com as que aparecem nos filmes.

A humilde residência de acontecimentos macabros que assustou toda Amityville

O caso rendeu o livro Horror em Amityville de Jay Anson (1977), e uma série de dez filmes. O primeiro Horror em Amityville (The Amityville Horror) lançado em 1979, e o mais recente, Amityville: O Despertar (Amityville: The Awakening), é de 2017.

Silent Hill Centralia

Silent Hill nasceu nos videogames, mas quando chegou aos cinemas ganhou uma inspiração da vida real para explicar sua névoa constante. Centralia, situada no distrito de Columbia no estado da Pennsylvania, prosperava através de suas minas de carvão até 1962. Foi neste ano que um incêndio não controlado chegou às minas e se alastrou por todo o subsolo da cidade, enfraquecendo e contaminando o solo e liberando gases tóxicos no ar. As minas continuam queimando até os dias de hoje, a cidade foi evacuada e deixou de existir oficialmente, a não ser por alguns moradores que se recusam a sair. As ruinas da cidade recebem visitantes todo ano. Entre eles, há quem diga que a única coisa incomum por lá é o fato de estar deserta, outros afirmam ter visto coisas que não deveriam estar por lá. Quem quer ir lá comigo conferir?

Centralia que inspirou a versão dos cinemas de Silent Hill tem uma história tão interessante quanto!

Em todo caso, Centralia é uma cidade fantasma com muita fumaça, bem parecida com a Silent Hill e sua neblina eterna. Além de inúmeros jogos e dois filmes, Terror em Silent Hill (Silent Hill, 2006) e Silent Hill: Revelação (Silent Hill: Revelation, 2012), a franquia delas ainda tem livros e HQs. Algumas destas obras adotaram as características da cidade do cinema, inspirada na versão real.

Nova York

Quando Nova York consegue ficar de fora de alguma lista? Já aconteceu de tudo nessa cidade, e ela é provavelmente a única metrópole do mundo completamente mal assombrada já que os caça-fantasmas estão sempre tentando fazer a limpeza por lá, mas nunca conseguem terminar. Isso para citar apenas uma franquia. E apesar destes fantasmas serem coloridos e normalmente mais cômicos que assustadores, não duvido que alguns lugares em que eles habitam no filme realmente tenham seus próprios fantasmas como a New York Public Library ou o Central Park – eu aposto sempre no metrô, as maiores esquisitices estão por la!

Admita, você até hoje tem medo de corredores de bibliotecas por causa da Nova York assombrada dos Caça-Fantasmas!

Já que nem todo mundo conseguiria lidar com o terror mais pesado que já listei até agora, aqui fica a dica mais leve: Os Caça-Fantasmas (Ghostbusters, 1994), Os Caça-fantasmas II (Ghostbusters II, 1989) e Caça-Fantasmas (Ghostbusters,2016).

Sleepy Hollow

A felicidade de descobrir que a cidadezinha daquele clássico da Sessão da Tarde existe! Vamos para Sleepy Hollow?

Sim o lar do Cavaleiro sem Cabeça também existe e fica no estado de Nova Yorke. Sempre recebeu mais visitantes na época foi Halloween, por motivos óbvios. Mas a temporada turística se expandiu para outros meses quando a Fox lançou uma série com o mesmo nome e que cita vários pontos reais da cidade. Antes de virar programa de TV, filme e peça, a cidade ficou famosa como conto. The Legend of Sleepy Hollow de Washington Irving é inspirado pelo folclore germânico, e foi publicado pela primeira vez em 1820. Além de da cidade, acredita-se que Irving também se inspirou em alguns moradores reais da época.

A Lenda de Sleepy Hollow é campeã de adaptações. Além da série de TV, Sleepy Hollow (2013-2017), as versões mais populares são o filme de Tim Burton, A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (Sleepy Hollow, 1999) e uma animação da Disney, As Aventuras de Ichabod e Sr. Sapo (ou Dois Sujeitos Fabulosos, The Adventures of Ichabod and Mr. Toad 1949).

Bônus de TV: a série que transportou Ichabod Crane no tempo para os dias de hoje, menciona lugares reais de Sleepy Hollow!

Percebeu? Todas as nossas cidades mal-assombradas ficam nos Estados Unidos! Parece que nossos colegas do norte são um tanto quanto obcecados com o turismo macabro, não é mesmo? Mas isso é assunto para outro post. Por hora posso dizer que a minha lista para maratona de filmes para o Halloween está completa e deve durar até o feriado.

Já entre as cidades, Salem, Sleepy Hollow e Centralia (depois que eu chegar aquele detalhe dos gases tóxicos) estão na minha lista de roteiros indispensáveis. Qual a sua? Isto é, se você tem coragem!

Leia também


About Fabiane Bastos

Jornalista especializada em cultura, viciada em filmes, séries e livros não necessariamente nesta ordem. Adoraria poder visitar os mundos que só conhecemos pelas páginas e telas, ou chegar o mais próximo disso possível!