Como obter seu Passaporte de Museus 2018


Para quem gosta de visitar museus, uma iniciativa do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) e em parceria com as secretarias de Cultura do Estado e Município do Rio de Janeiro, tem ajudado cariocas e outros visitantes a ter mais acesso à cultura. Criado em 2015 como forma de incentivar os moradores da cidade a visitar esses espaços culturais (que geralmente são mais conhecidos pelos turistas do que pelos cidadãos das localidades), o Passaporte de Museus é uma forma lúdica (e divertida) de acompanhar a agenda cultural da cidade e de estimular cariocas e visitantes a conhecer esses espaços.

Passaporte de Museus 2018

Como funciona

O Passaporte de Museus é um documento distribuído gratuitamente que permite entrada franca em alguns dos melhores museus da cidade e em outras instituições dentro do estado do Rio de Janeiro. A cada ano um novo documento é emitido – portanto, não é renovável. Mas, apesar de ter que fazer outro no ano seguinte, esse é o único trabalho que se tem.

Com o Passaporte em mãos, basta comparecer no local desejado e apresentar o passaporte na bilheteria para ser carimbado – igual a um passaporte mesmo. O documento dá direito ao portador de fazer uma visita gratuita a qualquer um dos museus participantes (este ano, mais de 70 museus fazem parte do circuito!). Mas, atenção: cada um dos museus participantes tem regras particulares para oferecer a gratuidade. Em alguns deles, o passaporte vale apenas para um ou dois dias específicos da semana – ou seja, a apresentação só será válida como ingresso nesses dias.

É bem simples de se organizar. No próprio passaporte há a informação, e você pode se orientar de dois jeitos: escolha o museu na listagem inicial e veja quais dias ele aceita o passaporte (o dia da semana permitido está destacado em verde) ou veja pelo dia da semana qual museu está aceitando o o passe gratuito.

Quem pode ter um passaporte

Qualquer pessoa pode obter um Passaporte de Museus – até mesmo quem não mora na cidade pode ter um. Basta chegar à bilheteria dos museus que estão distribuindo (a lista está logo abaixo) e solicitar um.

Passaporte de Museus 2018

Por dentro: como é o Passaporte de Museus

Onde usar

Qualquer uma das 77 instituições aceitam o passaporte nos dias especificados por elas. Apesar da maioria dos museus estarem espalhados pelo Rio de Janeiro (Centro, Zona Sul, Zona Norte e Zona Oeste), outras cidades também participam: Petrópolis, Niterói, Paraty, Cabo Frio e Vassouras têm ao menos um museu listado no projeto. A lista completa das instituições participantes da edição 2018 você encontra no site oficial do Ibram ou neste arquivo.

Dentro do seu passaporte também tem a lista completa dos museus participantes, com a indicação dos dias em que eles oferecem a cortesia. Alguns oferecem entrada gratuita inclusive durante feriados.

Como obter seu passaporte

Para adquirir um, basta chegar a um dos pontos de entrega e perguntar sobre o Passaporte de Museus. Depois, é só assinar seu nome em uma lista e pegar seu passaporte. Não é preciso comprar ingressos para obter o seu exemplar: se o museu onde você foi retirar não estiver aceitando o passaporte como passe gratuito no dia que você foi retirá-lo, ainda assim é possível adquirir um gratuitamente na bilheteria.

Um exemplo: eu fui numa tarde de quarta no Museu Nacional de Belas Artes, que tem entrega de terça a domingo – mas a permissão de gratuidade neste museu é apenas aos domingos. Não precisei comprar a entrada no dia para garantir o meu exemplar e optei por voltar em um próximo domingo para aproveitar o passe livre.

Prazos de retirada e validade

Serão distribuídos os passaportes até o fim da tiragem de 300 mil exemplares. Não é permitido retirar mais de um passaporte por pessoa. Apesar de alguns museus terem tiragem diária para entrega limitada a poucos exemplares e entrega somente em alguns dias da semana, não deve ser difícil conseguir (quando assinei, a cota daquele dia não tinha chegado nem na metade). O Passaporte de Museus 2018 vale até o dia 31 de dezembro de 2018.

museu nacional de belas artes fachada

Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro/RJ

Onde buscar

Até o momento, os museus listados para a retirada são:

Museu Nacional de Belas Artes (Cinelândia): terça a domingo, das 10h às 18h. (200 exemplares/dia)Museu de Arte do Rio – MAR (Praça Mauá): terças e sábados, das 9h às 17h. (600 exemplares/dia)

Museu Nacional (Praça XV): quintas-feiras e sábados, das 10h às 16h. (200 exemplares/dia)

Museu da República (Catete): quarta-feira a sábado, das 10 às 18h. (150 exemplares/dia)

Museu Imperial (Petrópolis): terça-feira a domingo, das 10h às 17h.

Museu Aeroespacial (Campo dos Afonsos): terças e quintas-feiras, das 9h às 16h.

Sítio Roberto Burle Marx (Barra de Guaratiba): segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

  • Nota: alguns dias de retirada podem não coincidir com a permissão da gratuidade. Consulte o passaporte ou informe-se na bilheteria sobre a condição.

No fim das contas, o Passaporte de Museus serve mais para quem curte visitar exposições e colecionar carimbos – mas aí vem uma vantagem para os estudantes: quem apresentar o passaporte carimbado nas instituições de ensino pode transformar cada um dos passeios em horas de atividades extra-curriculares.

*Dica: já visitamos alguns dos museus listados no projeto e postamos sobre eles aqui no blog – seja pelo próprio espaço ou por alguma exposição mais badalada. Quem quiser dar uma olhada para saber o que esperar dos museus, basta dar uma olhadinha nos links abaixo.

Em Niterói, fomos ao Solar do Jambeiro e ao Museu de Arte Contemporânea

Sobre os museus cariocas, temos posts sobre o Centro Cultural Banco do Brasil, o Memorial Municipal Getúlio Vargas, o Museu Nacional de Belas ArtesMuseu da República e o Museu NacionalO Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos aparece no post sobre um tour sobre a herança africana no Rio de Janeiro.

Passaporte de Museus 2018

Leia também


About Geisy Almeida

Formada em Fotografia, fã de boas estórias que sejam bem contadas - não importa se em forma de livro, filme, novela ou bate-papo. Curiosa e interessada em muitos assuntos, às vezes viajo na maionese.