“O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares” – eu queria ter tido esta ideia antes!


livro-orfanato-da-srta-peregrine-para-criancas-peculiares

Simples e criativo, O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é um enredo nascido de uma daquelas ideias sobre as quais nos perguntamos: “Por que não pensei nisso antes?”. Ramson Riggs usou fotografias antigas resgatadas de feiras de antiguidades, brechós e similares, todas com uma história intrigante por trás das imagens.

Jacob Portman cresceu ouvindo histórias de aventuras incríveis, e provavelmente impossíveis, de seu avô. Quando este morre de forma misteriosa e violenta nos braços do neto, Jacob tem problemas com o luto e decide viajar para a ilha galesa que abriga as ruínas do orfanato que  ele havia frequentado na infância. Lá ele descobre o peculiar passado de seu avô e o perigo que o envolvia.

Mistério, aventura, perigos enfrentados por jovens muito peculiares, todos ilustrados por fotografias antigas e intrigantes. Curiosamente, apesar das fotos servirem como base para a história, esta não depende das imagens para se desenvolver. Uma versão não ilustrada funcionaria bem, perdendo apenas um pouco do charme.

Com pouco ou nenhum tratamento, as fotografias antigas trazem um ar de autenticidade à trama. Sombrias e com cenas curiosas, são imagens que aguçam a curiosidade para além da trama ficcional. Ok, sabemos como o autor escolheu inseri-las na história, mas é difícil não nos perguntar qual era a intenção ao registrar poses e momentos tão curiosos. Aliás, peculiares!

livro-orfanato-da-srta-peregrine-para-criancas-peculiares-2

E, por falar nos peculiares, o mistério cerca os personagens do título. Assim como Jacob, não temos ideia do que vamos encontrar na jornada. Nenhuma mesmo, já que as escassas pistas deixadas pelo vovô Portman não fazem sentido algum. É assim, revelando detalhes e mistérios em doses muito pequenas, que Riggs prende a atenção do leitor. Quando os segredos são por fim desvendados, os perigos também ficam evidentes, e resta aos personagens enfrentar estas ameaças.

Com um protagonista adolescente e um universo povoado por crianças (ou quase isso), a linguagem é simples, direta e objetiva, proporcionando um ritmo confortável de leitura. Cineasta, repórter e blogueiro, o autor é eficiente em descrever cenários e características, criando uma gama de personagens carismáticos e um universo com muito potencial.

livro-orfanato-da-srta-peregrine-para-criancas-peculiares4

Potencial esse muito bem-vindo, uma vez que a aventura se tornou uma trilogia: Cidade dos Etéreos e Biblioteca de Almas completam a série. Além destes, o recém-lançado Contos Peculiares traz uma coletânea dos contos mencionados nos livros. São as histórias que a Srta. Peregrine conta e reconta para os jovens peculiares.

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é o resultado de uma boa ideia desenvolvida de forma eficiente, resultando em um produto divertido, interessante e diferente. Peculiar, assim como seus personagens.

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children)
Ransom Riggs
Leya

*Texto originalmente publicado no blog Ah! E por falar nisso…

Leia também


About Fabiane Bastos

Jornalista especializada em cultura, viciada em filmes, séries e livros não necessariamente nesta ordem. Adoraria poder visitar os mundos que só conhecemos pelas páginas e telas, ou chegar o mais próximo disso possível!