Explorando a Expoflora, a festa das flores de Holambra


Acho que Holambra também cultiva carros! Essa é a sensação que você tem ao chegar em um sábado ao parque da Expoflora, em Holambra, em São Paulo. A quantidade imensa de veículos no estacionamento é só uma dica da multidão atraída pela maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina.

expoflora-holambra-2016-1Holambra, de fato, não cultiva carros. Também não vive de turismo, a não ser no mês de setembro, quando promove a feira para dar boas-vindas à primavera.

O objetivo do evento não é vender, mas mostrar ao público as flores e plantas ornamentais cultivadas por mais de 400 produtores que atuam na cidade. Mesmo assim, é por um enorme galpão de vendas de plantas que começa o passeio de todo visitante, seguido por um galpão de souvenires. Este tem artigos de couro, porcelana, roupas, flores artesanais, e lembrancinhas inspiradas na cultura holandesa. (Além desse há outros dois “shoppings” no parque).

expoflora-holambra-2016-1

Mais fotos em nossa galeria!

Também foi por ali que estava exposto um dos carros de flores da parada. Aliás, é uma boa oportunidade de fotografar a atração, pois provavelmente você não vai conseguir fazê-lo em meio a multidão.

Sobre a cultura holandesa…

expoflora-holambra-2016-6

Mais fotos em nossa galeria!

Vale lembrar que Holambra foi colonizada por holandeses. O nome da cidade, inclusive, nasceu da junção das palavras Holanda, América e Brasil. Além disso, o município é o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais da América Latina. Logo a feira se tornou a maior manifestação cultural da imigração holandesa. E é isso que você encontra assim que entra no parque! Além, claro, dos tradicionais tamancos que por lá estão presentes em todos os tamanhos e adornam tudo, de telefones públicos a árvores.

Arquitetura, gastronomia, pessoas desfilando com roupas típicas, musica tradicional – você vai conhecer um pouquinho da Holanda ao longo de 250 mil metros quadrados. Duas praças de alimentação dão conta da variedade, de fast-food até comidas nacionais e típicas holandesas. Nesse quesito, não deixe de experimentar os doces típicos ou criados especialmente para a feira em uma das duas confeitarias tradicionais.

Imagens: Divulgação

Imagens: Divulgação

As novidades ‘Bloem Berry Roos’ , a ‘Chuva de Pétalas’ em saquinho e o tradicional ‘Appelbol’ (Bolinho de Maçã) foram o destaque da edição 2016. E tem até suas receitas disponíveis no site da feira.

Já um destaque permanente é o sorvete de pétalas de rosa. Vendido em várias sorveterias no parque, devo admitir: tinha gosto de perfume. Mas não deixe de experimentar, pois é no mínimo curioso. E você sempre pode pegar outros sabores para acompanhar!

expoflora-holambra-2016-18

Eu, por exemplo, peguei também pistache e kinder-ovo(!)

Três palcos não são suficientes para todas as atrações. Brincadeira!

As apresentações de danças típicas holandesa no meio do parque, juntinho do público, são parte do charme. Mas elas também acontecem nos palcos, dividindo o espaço com dança do ventre, shows da Fanfarra Amigos de Holambra (que usa tamancos de madeira como instrumento de percussão), bandas e demonstrações de como produzir pequenos arranjos realizada por designers florais.

expoflora-holambra-2016-11

Mais fotos em nossa galeria!

Para quem quiser se aprofundar mais na história da imigração holandesa, o Museu Histórico Cultural de Holambra tem cerca de duas mil fotos e utensílios trazidos ou utilizados pelos primeiros imigrantes. Na área externa, podemos entrar em réplicas das casas de pau-a-pique e alvenaria com mobília da época, além de uma exposição de equipamentos e maquinário agrícola. Não sei se é permitido, mas muita gente subia para posar para fotos nos tratores e carroças.

Por ali também é possível tirar fotos com roupas típicas. Uma espécie de camarim temático cobrava R$5 por figurino.

expoflora-museu-historico-cultural-de-holambra-2016-4

Mais fotos em nossa galeria!

Para quem está mais interessado nas flores…

Este ano a mostra de paisagismo e jardinagem chega a sua 12ª edição com o tema “Cultivar de Coração”. Os paisagistas tiveram o desafio de criar uma residência completa, dividida em 19 ambientes. Do quarto à sala de ginástica, havia estilos diversos para diferentes gostos. Tudo excepcionalmente florido.

expoflora-holambra-2016-exposicoes-2

Mais fotos em nossa galeria!

Saindo da Mostra direto no jardim das rosas, era possível sentar-se para descansar em meio à 15 diferentes variedades da flor ou tirar mais fotos, seja com as flores reais, seja com os painéis do do parque Keukenhof, na Holanda. A parte complicada era conseguir fazer o clique sem dezenas de desconhecidos no plano de fundo.

Alguns passos mais à frente, e uma maré de gente se aglomerava na porta de um pequeno prédio vermelho com o número 35 na fachada. É ali que ficava a exposição de arranjos florais. Instalações exóticas e multicoloridas, inspiradas no Rio de Janeiro, em doces e até Van Gogh eram um concorrido vislumbre para os olhos. Infelizmente o público era tanto que os funcionários da exposição pediam que as pessoas não parassem nos corredores, impedindo que admirássemos os detalhes.

         expoflora-holambra-2016-exposicoes-8 expoflora-holambra-2016-exposicoes-12

Outra atração interessante é o passeio turístico. Saindo de dentro do parque de exposições, passeia pelas ruas de Holambra e mostra aspectos da história e a arquitetura da colônia holandesa no Brasil. Incluí uma visita a um campo de flores e ao moinho de vento, construído em tamanho original. Infelizmente não é possível sair do ônibus durante o passeio – então, não dá para recriar aquela cena das novelas Alma Gêmea, Sangue Bom ou do longa Escaravelho do Diabo (todas as produções usaram as plantações da cidade como cenário!). A visita dura aproximadamente 50 minutos e é paga à parte.

Além das praças de alimentação e áreas de descanso, uma enorme área gramada abrigava diversos brinquedos de parque de diversões. O espaço também é o ponto final da parada que acontece todos os dias às 16h, com fanfarra, personagens e os tais carros de flores. O local é o ponto final, pois é ali que acontece a atração que todos querem ver, a chuva de flores. E quando o desfile chega lá, já há uma multidão à espera.

expoflora-holambra-2016-26

Personagens: Ents em Holambra(!?)

Por isso duas coisas acontecem: primeiro, é preciso escolher entre ver a chuva de flores ou a parada. Pois esta última é muito concorrida, e os visitantes já começam a se aglomerar horas antes. A segunda é o complicado encontro entre as atrações. Sim, a parada passa completa no meio da multidão. Parece que não há como, mas passa. É difícil de ver mesmo para quem está nos pontos mais altos, mas a empolgação da galera não é afetada.

Então, por volta das 16h30 chega o momento da esperada chuva de pétalas. O espetáculo requer cerca de 150 quilos de rosas, o equivalente a 18 mil botões de rosas, aproximadamente, por dia. E dura apenas uns 3 minutos. Para não cortar a diversão, quando as pétalas acabam são substituídas por papel picado, e a brincadeira dura mais alguns instantes, sempre ao som de Amigos Para Siempre (aquela mesma, tema dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992 em Barcelona). Reza a lenda que quem conseguir pegar uma pétala no ar vai ter seu desejo atendido. Eu não consegui, estava tirando fotos para este post!

expoflora-holambra-2016-29

Mais fotos em nossa galeria!

Preferiu ver a parada, perdeu a hora da chuva de pétalas, tem medo de multidões aglomeradas? Sem problemas. Se você escolheu ir à feira em um sábado ou domingo, outra chuva acontece às 17h30. Dessa vez lançadas por um helicóptero, as pétalas caem por todo o parque e até no estacionamento.

Acabaram as pétalas, fim de festa certo? Errado.

O parque só fecha às 19h. E é após as chuvas de pétalas que começa a “hora da xepa”! Muitos estandes colocam vários produtos em promoção. É a oportunidade perfeita para quem está ciente da crise, mas não quer deixar de levar aquela lembrancinha.

expoflora-holambra-2016-souverires

Estas flores são de madeira e tem perfume!

Depois de tudo isso, basta tentar não se perder na multidão da saída (já que muita gente sai ao mesmo tempo), levando para casa flores, souvenires e fotos de lembrança!

Confira nossa galeria de fotos exclusivas da Expoflora!

A Expoflora abre de sexta-feira a domingo, e em feriados, das 9h às 19h.
Este ano a feira aconteceu entre 26 de agosto a 25 de setembro. E bateu recorde de público com 328.020 visitantes.
Os preços são diferente de acordo com o dia da visita, época e quantidade da compra. Variando de R$16 à R$42.

Leia também


About Fabiane Bastos

Jornalista especializada em cultura, viciada em filmes, séries e livros não necessariamente nesta ordem. Adoraria poder visitar os mundos que só conhecemos pelas páginas e telas, ou chegar o mais próximo disso possível!