Memorial Getúlio Vargas: um museu carioca escondido na Glória


Durante nosso tour a pé pelo bairro da Glória, nos deparamos com um monumento até então desconhecido por nós – e que poucos cariocas sabem da existência dele. Trata-se do Memorial Municipal Getúlio Vargas, bem na praça Luís de Camões – próximo ao Hotel Glória e da Marina da Glória – que passa despercebido pela maioria dos transeuntes por um aspecto curioso: é subterrâneo.

O busto, o monumento e a entrada do memorial

Com uma entrada que mais parece uma saída de metrô e a pouca divulgação, o memorial fica escondido dos muitos carros e ônibus que transitam diariamente pelo Aterro do Flamengo. Inaugurado em 2004, o projeto de Henock de Almeida causou certa polêmica: a enorme escultura com o busto (ou melhor, praticamente só a cabeça do ex-presidente) não agradou aos cariocas. Lá dentro, no entanto, a arquitetura ajuda.

Servindo quase como uma bolha, o formato circular ajuda a traçar uma linha do tempo nas paredes e conta brevemente desde a infância de Getúlio no interior do Rio Grande do Sul até suas duas presidências. Há ainda alguns objetos pessoais e outros mostrando a memória do lugar em exposição, uma projeção narrando a trajetória política e uma instalação superbacana (mas que a gente fica sem saber exatamente sua razão) bem no centro do espaço. Parece pouco, e realmente é – mas resolvi escrever sobre esse lugar justamente por essa razão.

Salão vazio: uma pena

O espaço parece pensado para receber grupos de alunos e aulas de História, mas nos causa a impressão de que há pouco interesse nisso. Não há guias ou audioguias para ajudar na compreensão das poucas linhas que se tem escrito – e para quem conhece pouco ou quase nada da persona ou do período histórico, há poucos atrativos. Até mesmo o nosso tour não o incluiu no roteiro, embora tivéssemos passado exatamente em frente a ele. Curiosas que somos, resolvemos voltar e descobrir do que se tratava.

Vale a visita? Sim, por vários motivos. Primeiro, é para uma reflexão sobre como nós tratamos nossa História – especialmente se olharmos para outros países que se importam em manter vivas suas memórias e cultura, nós estamos bem atrasados nisso. Segundo, porque conhecer nunca é demais: e se o que você vir num museu te instigar a pesquisar mais sobre o tema – qualquer que seja ele – em casa, então ele cumpriu o seu papel. Terceiro, porque é de fácil acesso (várias linhas de ônibus ligam a Zona Sul ao Centro passam por ali, além de ser perto da estação de metrô Glória) e gratuito. Lembre-se que espaços públicos são dos cidadãos, e é nosso dever zelar por eles – e também aproveitar. Se estiver pelas redondezas, não deixe de dar um pulinho no memorial.

 

Memorial Municipal Getúlio Vargas
Praça Luís de Camões, s/n – subsolo. Glória, Rio de Janeiro/RJ
Horário: 3ª a Domingo, das 10h às 19h. Entrada franca.

Leia também


About Geisy Almeida

Formada em Fotografia, fã de boas estórias que sejam bem contadas - não importa se em forma de livro, filme, novela ou bate-papo. Curiosa e interessada em muitos assuntos, às vezes viajo na maionese.