Uma pequena volta ao mundo com os Festivais de Cinema


Cine Odeon, no Rio de Janeiro , onde geralmente ocorre a abertura do Festival do Rio

Que tal viajar pelo mundo enquanto participa dos principais festivais de cinema? Aproveitando que o Festival do Rio 2017 começou ontem, selecionamos alguns dos mais badalados festivais de cinema do país e também de outros países. Esses festivais são muito badalados porque muitos filmes tem exibições únicas muito antes das estreias mundiais (as chamadas premiéres) e geralmente há a presença de grandes nomes do cinema nas edições, além, claro, da própria competição em si – muitos prêmios renomados são distribuídos entre os concorrentes por júri especializado e votação popular.

De perfis diversos e em locais variados, selecionamos alguns festivais no Brasil e no mundo e organizamos pela época em que acontecem. Quem sabe não é esse o empurrãozinho que você precisa para incluir um festival no seu próximo roteiro?

 

Brasil

Festival do Rio (Rio de Janeiro, capital)

O Festival do Rio é dos mais famosos (e charmosos) festivais de cinema da América Latina. Nascido da fusão de dois outros festivais, já está na sua 19ª edição. O festival acontece anualmente no Rio de Janeiro, sempre em outubro – bem na primavera, uma ótima época para visitar a cidade e aproveitar as diversas atrações da cidade antes do calorão do verão.

 

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – Festbrasilia (Brasília, Distrito Federal)

O Festbrasilia acontece no final do mês de setembro na capital federal do país e em 2017 comemorou sua 50ª edição. Mais focado na produção brasileira, é uma desculpa perfeita para incluir Brasília no seu roteiro de viagens: nessa época, início de primavera, o clima ainda é muito seco e quente – portanto, aproveite para fugir do calor prestigiando a algum filme nacional.

 

Festival de Cinema de Gramado (Gramado, Rio Grande do Sul)

Esta é, provavelmente, a premiação mais famosa e glamorosa do país. O Festival de Gramado concede aos vencedores o Kikito, o nosso Oscar. O festival costuma acontecer na cidade no fim do mês de agosto; portanto se quiser visitar, programe-se com antecedência! A combinação Serra Gaúcha + inverno costuma lotar a cidade. Se for aproveitar o friozinho, não deixe de conferir as sessões do festival – e “tietar” as celebridades que costumam circular por lá por conta do evento.

 

Festival de Cinema Fantástico de Porto Alegre – Fantaspoa (Porto Alegre, Rio Grande do Sul)

Menos conhecido do grande público, o Fantaspoa é um festival dedicado ao um gênero específico e pouco explorado nas grandes produtoras aqui no Brasil: o Fantástico (que engloba fantasia, ficção científica, horror e thriller). O ingresso para as sessões é bem baratinho – custou R$10 na última edição – e, além da exibição de filmes, há palestras e outras atividades para o público. Confesso que não conhecia esse festival, mas ele entra na lista como uma grata surpresa: praticamente abrindo o calendário – ocorre entre maio e junho – de festivais no país, é mais um motivo para conhecer a metrópole mais setentrional do Brasil.

 

AnimaMundi (Rio de Janeiro, capital)

O maior festival de animação da América Latina, o AnimaMundi evolui: criada 1993, tornou-se uma mostra competitiva e hoje ampliou o projeto inicial, dedicando-se também a levar a arte da animação para outras cidades além do Rio de Janeiro – além de ser uma oficinas escolares para incentivar crianças a conhecer esse universo. O calendário do evento está mais volátil, com mostras itinerantes pelo país.

 

Festivais no Mundo

  • América do Norte

Sundance Film Festival (Park City, EUA)

O Sundance é, talvez, o mais prestigiado festival de Cinema Independente. Portanto, se estiver planejando uma viagem em janeiro para os Estados Unidos, inclua a cidade de Park City, no estado de Utah, em seu roteiro: várias celebridades costumam prestigiar o badalado evento.

 

Festival de Tribeca (Nova Iorque, EUA)

Como se não houvesse motivos suficientes para visitar Nova Iorque, o Festival de Tribeca foi criado por Robert De Niro e outros dois produtores como uma homenagem as vítimas do 11 de setembro de 2001. De lá para cá, tornou-se um dos mais importantes festivais do mundo e trouxe ainda mais charme (e hype) para a ilha de Manhattan – este ano teve até um Tribeca Games Festival, a primeira edição do evento voltada para as tendências na área de jogos eletrônicos. Então, se você quer mesmo provar que está antenado, aproveite para visitar a cidade em abril e conferir algum filme.

 

Toronto International Film Festival – TIFF (Toronto, Canadá)

O TIFF abre o que a imprensa costuma chamar de “temporada do Oscar”: são os festivais que costumam “prever” quais filmes estarão na disputa dos prêmios da academia. De fato, o maior prêmio do festival é o People’s Choice – por não ter um júri técnico, os campeões são eleitos por voto popular. Como ocorre em setembro, é o primeiro a indicar o que agradou ao grande público.

 

  • América Latina

Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano (Havana, Cuba)

Um dos mais tradicionais do circuito latino-americano, o Festival de Havana existe desde 1979 e se dedica a engrandecer as  culturas latino-americana e caribenha. Categorias como Ficção, Animação e Documentário são premiadas por um júri especializado e pelos internautas (modo de votação para o público). Portanto, se viajar para a ilha já estava em seus planos de féria de dezembro, tire uma folga da praia e vá ao cinema!

Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata (Mar del Plata, Argentina)

Um dos mercados latinos mais fortes no cinema contemporâneo, o Festival de Mar del Plata consagrou-se um grande panorama e vitrine para o audiovisual sulamericano. Ainda dá tempo de conferir a edição  desse ano: em novembro – mais precisamente de 17 a 26 – ela estará na cidade, embora também conte com mostras itinerantes.

 

  • Europa

Festival de Cannes (Cannes, França)

Provavelmente, o maior, mais famoso e mais importante festival de cinema do mundo – e há quem diga que a Palma de Ouro, prêmio concedido aos vencedores, é o mais importante também. Mas saiba que toda essa grandiosidade contrasta com o tamanho da pequena cidade do sul da França, também famosa por suas lindas praias banhadas pelo Mediterrâneo. O Festival de Cannes acontece em maio, em plena primavera europeia – o que torna o clima mais agradável que no verão, porém não garante que haja menos gente nas ruas. Para conhecer a cidade, prepare o bolso e a paciência: é um destino de luxo e que vive basicamente do turismo – e além do verão concorrido, o período do festival é o mais concorrido.

Essa foto foi a Giselle quem tirou: por pouco ela não conseguiu encaixar o Festival na viagem que fez no ano passado!

Festival de Cinema de Veneza ( Veneza, Itália)

Outro dos mais respeitados e conhecidos festivais, o Festival de Veneza é o mais antigo do mundo: existe desde 1932 e concede o Leão de Ouro como prêmio para o Melhor Filme da competição. Apesar de fazer parte da Bienal de Viena (uma enorme mostra cultural que envolve outras artes além do cinema), a premiação é anual. Portanto, se quiser se sentir parte da História do cinema, basta visitar a ilha de Lido entre o final de agosto e o início de setembro e assistir a algum filme em exibição no Palazzo del Cinema.

 

Festival Internacional de Cinema de Berlim – Berninale (Berlim, Alemanha)

Eu tenho um carinho especial pelo Festival de Berlim por um motivo: ele concedeu à nossa Fernanda Montenegro o Urso de Prata de Melhor Atriz por sua atuação em Central do Brasil, em 1998 (nem vou comentar a decepção que foi o Oscar para Gwyneth Paltrow no ano seguinte). Mais do que o merecimento dela, foi interessante para mim compreender como os parâmetros mudam de uma premiação para outra – um é mais voltado para o lado artístico, outro para o documental, outro para o comercial. Mas com certeza tenho vontade de estar na cidade em fevereiro e assistir qualquer filme da mostra e ao final dizer baixinho “Danke, Berlin”.

 

Pessoalmente, eu já fui a algumas edições do Festival do Rio e do AnimaMundi e posso dizer que é uma emoção diferente: a ansiedade de escolher as sessões e encaixar os horários e cinemas, a expectativa para ver filmes raros, o encontro com atore e diretores… Só participando para entender. Outra coisa que é interessante dizer é que muitos filmes que vem participar desses festivais não terão espaço para exibição em cinemas depois: produções independentes e curta-metragens acabam sendo esmagados por blockbusters nas redes de cinema. Se tiver uma oportunidade, participe de um festival – garanto que será uma experiência de viagem única!

Leia também


About Geisy Almeida

Formada em Fotografia, fã de boas estórias que sejam bem contadas - não importa se em forma de livro, filme, novela ou bate-papo. Curiosa e interessada em muitos assuntos, às vezes viajo na maionese.

  • toko

    “O Festival do Rio é considerado o maior festival de cinema da América Latina…” Quem considera isso? É de conhecimento público e notório que a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo é maior que o Festival do Rio (mostra, aliás, que vocês nem citaram). Só alguns números desse ano de 2017:
    – Festival do Rio: 250 filmes / 16 locais / 11 dias
    – Mostra de São Paulo: 390 filmes / 35 locais / 15 dias + repescagem (de 4 a 7 dias)

    • Geisy Almeida

      Olá.

      Desculpe a mancada, mas o texto já foi atualizado. Obrigada por avisar! 😉

      P.S.: São muitos os festivais de cinema pelo país e no resto do mundo. Por questões de espaço, listamos aqui algumas das mais importantes – sem que isso desmereça aos outros não citados.

      Abraços! =D